Património.pt

07 Jun 2017 |

Douro acolhe encontro internacional sobre sustentabilidade dos sítios UNESCO

 

Na primeira semana de Junho, O Alto Douro Vinhateiro recebe o “World Generation Week”.

 

O “World Generation Week” decorre em Lamego e Vila Real, de 2 a 11 de Junho, pretendendo debater sobre o desenvolvimento sustentável dos sítios património mundial e promover a cultura local. A iniciativa é promovida pela Douro Generation e a Rede das Aldeias Vinhateiras do Douro, estando inserida no projecto "Douro em Movimento - Aldeias com Vida", financiado pelo Programa Operacional do NORTE 2020.

 


O evento teve início no dia 2 de Junho, sexta-feira, com um programa cultural no Mosteiro de Santa Maria de Salzedas.

 


No dia 8 de Junho, em Lamego, irão reunir-se representantes dos bens e patrimónios classificados pela UNESCO com a comunidade científica, empresarial e social para debater formas de preservação, valorização e promoção destes sítios.

 


No dia 9 de Junho, em Vila Real, ocorrerá o primeiro encontro da Rede das Aldeias com a presença das Aldeias Vinhateiras do Douro, as Aldeias do Xisto e as Aldeias Históricas de Portugal. Também serão debatidas as boas práticas e os desafios dos sítios classificados pela UNESCO.

 


No dia 10 de Junho, o debate incidirá sobre a importância da comunicação na valorização dos patrimónios mundiais e será apresentada uma carta de cooperação. A iniciativa prossegue a partir do dia 11 de Junho com a realização de workshops, roteiros por quintas e aldeias vinhateiras, exposições, espectáculos, eventos de artes de rua, entre outros. 

 

Share

Comentar


Colunistas

Veja também +

21 Set 2012 |


Natália Correia Guedes: O património do lado da Cultura (IPPC, 1979-84)

Foi com grande abertura que Natália Correia Guedes acedeu ao convite da patrimonio.pt para ser a primeira numa série de entrevistas aos vários presidentes das instituições com a tutela patrimonial em Portugal.
Mais de trinta anos após a sua passagem pelos destinos do IPPC, demonstra um continuado interesse pelos assuntos do património, dos museus, das bibliotecas e dos arquivos. Assertiva nas suas convicções e orgulhosa do trabalho levado a cabo aquando da fundação do IPPC, revelou-se porém céptica em relação ao actual curso da gestão patrimonial e particularmente apreensiva com o desperdício de recursos humanos que se verifica actualmente neste sector.

Pintura mural de Caravaggio, antes e depois de um restauro que não correu bem

Quem pode fazer conservação e restauro do Património?

 

De vez em quando, surgem na imprensa casos de intervenções que, supostamente, tinham como objectivo conservar ou valorizar o Património e que, afinal, o destroem. Há ano e meio foi o Ecce Homo muito imaginativamente recriado por Cecilia Giménez em Borja; pouco depois, as pinturas murais do século XVII de uma igreja de Beja repintadas a tinta plástica por alguém com falta de vista; a seguir, a transformação dos frescos budistas de Chaoyang, do século XVIII, num friso com uma qualquer estética pop art; agora, com base na denúncia do Fórum de Conservadores-Restauradores, é um conjunto de esculturas religiosas do século XIX de Oliveira do Hospital que parece terem sido transformadas em caricaturas para desfile de Carnaval.

Tags +

Videos

Lançamento do livro “A Casa Senhorial em Portugal”

 

"A Casa Senhorial em Portugal" é o resultado de uma encomenda da Associação Portuguesa das Casas Antigas (APCA) ao investigador Hélder Carita - um dos mais notáveis estudiosos e historiadores da Arquitectura Civil Portuguesa -, sobre mais de duzentas casas senhoriais distribuídas pelo território português.

VER +

Fábrica de Chocalhos Pardalinho e a distinção da arte chocalheira como Património Imaterial da Humanidade

 

A patrimonio.pt esteve em Alcáçovas para visitar a Chocalhos Pardalinho: uma fábrica a laborar desde 1913, altura em que treze famílias da freguesia se dedicavam à produção dos chocalhos.

VER +

 

® Spira 2012 | design e implementação: ideia, designers __|__ Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia excepto no caso de artigos de autor nos quais os autores são livres de optar.