Património.pt

22 Abr 2015 |

 

Museu Marítimo de Ílhavo - expositor na Feira do Património

 

O Museu Marítimo de Ílhavo (MMI), fundado em 1937 e refundado em 2001, é um lugar onde a cultura do mar se promove e socializa. Tendo sido, durante várias décadas, um museu local e regional de natureza etnográfica, quando precisou de redefinir a sua responsabilidade social, optou pelo perfil mais ousado e moderno de “museu marítimo” assente em diversos eixos de best cialis price missão: investigação; programa expositivo; educação informal e comunicação cultural. A adopção da pesca do bacalhau como emblema patrimonial do Museu conduziu a uma pluralização de memórias e de dinâmicas identitárias, passando a actuar num território social mais vasto e numa comunidade de públicos mais amplos, nomeadamente nas comunidades marítimas do litoral português e das ilhas açorianas, locais de recrutamento de homens para a pesca do bacalhau. Com acções programáticas assentes na lógica da conservação memorial e criação de ligações identitárias, o MMI não se posiciona somente como um bom guardião de memórias, como ambiciona transmiti-las melhor às próximas gerações.

 

Vídeo institucional do MMI

 

O património mais extraordinário do Museu Marítimo de Ílhavo consiste na memória da frota bacalhoeira portuguesa, dos seus homens e navios. A activação desse património assenta em projectos que o preservem, divulguem e socializem. O projecto “Homens e Navios do Bacalhau” tem como objectivo a criação de um portal que permita a preservação da memória colectiva relativamente à indústria da Pesca do Bacalhau. Tem como base um arquivo de mais de 20 mil fichas de inscrição, no antigo Grémio dos Armadores de Navios da Pesca do Bacalhau, de tripulantes e pescadores que entre e 1938 até 1974 se matricularam para ir ao bacalhau, resultando em registos repletos de memórias e ricos em informação, que permitem conhecer e ordenar alguns dados profissionais e pessoais da vida dos bacalhoeiros.

 

Ficha de Inscrição no Grémio - Arquivo do Museu Marítimo de Ílhavo

 

À informação disponibilizada sobre os homens juntámos a conhecimento existente sobre os navios, nomeadamente os que se dedicaram à Grande Pesca entre 1835 e 2005, permitindo o cruzando de dados e a relação eficiente das informações, revelando um património singular e extraordinário. Este precioso arquivo digital resultará num Portal sobre a pesca do bacalhau, que irá funcionar como rede social da memória colectiva. Estando alojado no site do MMI, em http://www.museumaritimo.cm-ilhavo.pt, o portal “Homens e Navios do Bacalhau” poderá ser regularmente alimentado pelo museu, pelos familiares ou pela comunidade, como novas informações, imagens, vídeos ou documentos. Estas funcionalidades pretendem criar dinâmicas de mobilização das segundas e terceiras gerações, daqueles que estiveram ligados à pesca do bacalhau, cumprindo neste portal o apelo à conservação memorial e patrimonial.

 

Portal Homens e Navios

 

 

Saiba tudo sobre a Feira do Património 2015 aqui.

 

Share

Colunistas

Tags +

Videos

Lançamento do livro “A Casa Senhorial em Portugal”

 

"A Casa Senhorial em Portugal" é o resultado de uma encomenda da Associação Portuguesa das Casas Antigas (APCA) ao investigador Hélder Carita - um dos mais notáveis estudiosos e historiadores da Arquitectura Civil Portuguesa -, sobre mais de duzentas casas senhoriais distribuídas pelo território português.

VER +

Fábrica de Chocalhos Pardalinho e a distinção da arte chocalheira como Património Imaterial da Humanidade

 

A patrimonio.pt esteve em Alcáçovas para visitar a Chocalhos Pardalinho: uma fábrica a laborar desde 1913, altura em que treze famílias da freguesia se dedicavam à produção dos chocalhos.

VER +

 

® Spira 2012 | design e implementação: ideia, designers __|__ Conteúdos redigidos de acordo com a antiga ortografia excepto no caso de artigos de autor nos quais os autores são livres de optar.